Quando não se deixa de sonhar, se realiza!

Se realizar é quando se permite sonhar, as ideias fluem, as histórias permanecem e se perpetuam.

As páginas de um livro trazem muito mais que palavras e letras, trazem também o que se tem no coração, no pensamento e na alma de quem escreve, onde se encontra a catarse de sua história ou a imagem do que está por vir.

Escrever é perpetuar a vida, o que se viveu, o que se vive e o que se imagina. A escrita impressa é palpável é sentida, e a volatilidade da tecnologia é vencida, deixando registrado o que somos e o que queremos ser em páginas de emoção e prazer.

por Clarete Mello

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *